Radio Psicotropicodelia: 2007-2009: ailedociportocisP oidaR

sábado, maio 02, 2009

Cibernetica - The Ultimate Bio Commando album (Psicotropicodelia Music, PTDM018)


[[ ENGLISH ]]



Coming from Recife city, Brazil, we have here the industrial sounds of Cibernetica project, which was introduced to our listeners through tracks "Radioactive Contamination" and "Mecranics (300 Years For Nothing)", released at our compilations Volumes 2 & 3 [Sonicodelic section].

On these 10 tracks the mashup - of metallic timbres, sci-fi atmospheres, pulsating synths, break beats and polyrhythms - is in its best shape ever. And, yes, his biggest influences are in the 80s and 90s, but it's clear such music hasn't stood stuck in time.




[[ PORTUGUÊS ]]



Direto de Recife, PE, temos aqui os sons industriais do projeto Cibernetica, que teve como aperitivos a esse novo álbum as faixas "Radioactive Contamination" e "Mecranics (300 Years For Nothing)", lançadas nas nossas coletâneas Volumes 2 e 3 [seção Sonicodelic].


Nessas novas 10 faixas a mistura de: timbres metálicos, clima "ficção-científica", sintetizadores pulsantes, batidas quebradas e poliritmias encontra-se em sua melhor forma. Suas maiores influências estão, sim, nas décadas de 80 e 90, mas fica claro que é uma música que não parou no tempo.



RELEASE DO ARTISTA



Surgido através do antigo Projeto Electrosynth de música eletrônica, o Cibernetica iniciou suas atividades em 10 de Outubro de 2006 pelo seu único membro de criador Orion, em Recife, Pernambuco. Seu objetivo era criar um projeto que seguisse uma única linha de estilo sonoro, junntado elementos sonoros industriais e a mesclagem com efeitos de som baseadas em linhas de trilhas sonoras. Com influências de diversos projetos desde os mais pioneiros até os mais novos da cena, o Cibernetica vem ganhando seu espaço no cenário da música eletrônica underground, produzindo desde electro e industrial até o EBM.


Dando início às suas atividades apenas dois meses depois, em 10 de Dezembro, Orion começa a produzir as primeiras faixas do Cibernetica em um pequeno estúdio musical improvisado em sua casa. Em Fevereiro de 2007 o Cibernetica ganha mais um membro para o line-up do projeto, onde Phoenix passou a assumir junto a ele a programação musical para que Orion passasse a se dedicar mais às linhas instrumentais que seriam acrescentadas ao som do Cibernetica. Não demorou muito para que Phoenix deixasse o Cibernetica no fim do mês de Março de 2007 devido ao compromisso com os estudos da faculdade, voltando Orion a ser novamente o único membro do projeto prosseguindo com os trabalhos.

Em Abril de 2007 o Cibernetica entra para o cast da Netlabel Psicotropicodelia Music (criada pelo produtor Harlem Pinheiro do projeto AlienAqtor) lançando seu primeiro álbum "Triple Max Security Syndrome", juntamente participando da coletânea Psicotropicodelia Music Vol. 2 com a faixa "Radioactive Contamination". Essa coletânea contou com participações de vários projetos nacionais e alguns internacionais. O Cibernetica através do selo foi ganhando conhecimento através de outros projetos que, pouco após o lançamento do álbum e da coletânea, surgiu o Remix da faixa Radioactive Contamination feita pelo projeto Flanicx, onde a faixa passa de um destruidor ritmo Industrial para um trabalhado Drum'n'Bass.

Após 10 meses do lançamento do álbum, o mesmo volta a participar da terceira edição de coletâneas da Melrah Records, Psicotropicodelia Music Vol. 3. O projeto volta a participar com a faixa Mecranics (300 Years for Nothing), mais uma dose do álbum Triple Max Security Syndrome. Na mesma época, Orion decide convocar novos membros com uma tentativa frustrada de transformar o projeto em uma banda e, assim, conseqüentemente, mudar o estilo sonoro. Mesmo não tendo êxito na formação de uma banda, Orion continuou produzindo novas faixas, lançando pela Melrah Records em Abril de 2009 o álbum The Ultimate Bio Commando, considerado até então, o ápice do projeto Cibernetica com faixas mais trabalhadas em EBM/Industrial. The Ultimate Bio Commando teve lançado um single com 3 faixas e o "Full-Fuckin-Album" contendo 8 faixas inéditas e as versões de The Ultimate Bio Commando e O.V.N.I. do single. Pouco antes, no mês de março, o Cibernetica começa a trabalhar em um novo álbum.


The Ultimate Bio Commando

The Ultimate Bio Commando vem a ser um passo que vale por dez no lado musical quando comparado ao seu predecessor "Triple Max Security Syndrome".
É considerado pelo próprio projeto o álbum que mais evoluiu o Cibernetica sonoramente. "Foram dois anos de isolamento do projeto para se dedicar à sonoridade, para que o projeto soasse com mais qualidade musical, porém, a idéia é sempre poder soar cada vez melhor", diz Orion, único membro do projeto.
Nesse segundo álbum deste projeto pernambucano as faixas se elevam ao industrial com sua superfície em linha de trilha sonora, entrando em estilos como electro, house e EBM, synths esmagadores e com direito a uma pitada de guitarra distorcida.
"Os dois anos de isolamento e espera compensaram no resultado que, para mim, foi altamente satisfatório, pois me dediquei inteiramente à qualidade sonora. O que mais importa no momento é que o público se agrade e apóie o projeto, será uma enorme satisfação não só para mim, mas para o estado de Pernambuco" comenta Orion.
O álbum também contou com as duas versões das faixas do single previamente lançada com o mesmo título do álbum que são O.V.N.I. e The Ultimate Bio Commando. "O single serviu como um pré-lançamento do álbum que já estava por vir.", comenta.




FULL DOWNLOAD/ STREAMING:










Duração Total (TOTAL TIME): 1h 05min 10sec




    Arte Gráfica (Artwork): Israel Pereira and Creative Design


    5 comentários:

    duir3472 (Hildesheim, NI, Germany) disse...

    Ausgezeichnet
    10 out of 10

    Kräftige Beats und Hirnschmalz mit einander verbunden und heraus komm so ein frisches Album wie dieses. Einfach klasse.

    João Ricardo [Indaiatuba, São Paulo] disse...

    Good album
    7 out of 10

    eae gostei do som de voces bem ambiente em algumas partes e uma sonoridade industrial negra e obscura com variações interessantes. legal

    tale twist
    j

    Kennykk (GO- Poland) disse...

    Dobry album
    8 out of 10

    Tu jest tyle dźwiękowych przestrzeni że prawie się utopiłem. Na moje szczęście nie wszystkie utwory są na najwyższym poziomie. A zdecydowana większość to tylko dla psychodelicznoelektronicznych słuchaczy. Tak czy inaczej całość jest muzyką pionierską, można doszukać się tutaj wielu elementów różnych gatunków jednak nad wszystkim góruje nowość, świeżość co daje temu albumowi porządną ocenę i niezapomniane wrażenia

    Locust a.k.a. MYXED MODE disse...

    estou tomando a liberdade de postar os lancamentos do selo no meu site
    http://e-indie.webnode.com/
    dedicado a divulgacao gratuita da musica eletronica nacional. visitem e mandem suas opinioes.

    Maresque (Portugal) disse...

    Muito bom! Já a passar no re:aktive...

    re:aktive re:akt #035 | 50m40 | 26 JUL 2009

    Kibuka - All Seeing Eye (Lustmord Remix) | 2009 | Kodama
    Oil10 - Synthetic Skin | 2009 | Funkwelten
    Cibernetica - Dangerous Components | 2009 | Psicotropicodelia
    Millipede - Concevoir (Gaztheque Remix By Aphorism) | 2009 | Hymen Records
    .....

    re:aktive re:akt #036 | 44m21 | 02 AUG 2009[color=#FF0000]

    .....
    Hecq - I Will Survive (with Nongenetic) | 2009 | Hymen Records
    Cibernetica - Robbotica System | 2009 | Psicotropicodelia
    Kibuka - Dolly Mop | 2009 | Kodama
    Danzai - Midwinter | 2009 | Xynthetic
    .....